Revista Reformador

Comportamentos salutares

Marco Prisco (Espírito)

Quando estejas sob o látego das provações iluminativas, cerra a boca a justificações e abre o coração ao acolhimento e ao perdão que o outro necessita.

Quando te encontres no fundo do poço das aflições corretivas, não te asfixies nos tóxicos da revolta ou do abandono de ti memo. Exerce a lei de ascensão e começa a tarefa retificadora dos erros e das tempestades morais.

Quando tudo parece impossível de recuperação do bem e da paz interior, resigna-te e compreende que a lapidação brutal é a respon[1]sável pelo brilho da pedra grosseira.

Nunca te permitas vencer pela maledicência e a perseguição dos outros quanto às tuas ações.

Pedra que rola não cria limo, diz o adágio popular.

Movimenta-te sempre na situação em que te encontras, tendo por meta a libertação do que te comprime.

Quando sentires que naufragaste e não existe possibilidade de refazimento, insiste na ação redentora, recordando que mesmo a morte não é o fim da existência, mas uma oportunidade que se te descortina para outros objetivos.

O que parece etapa final, não raro, constitui outra ocasião para trabalhar novos objetivos.

Mantém o bom ânimo e a coragem, dando-te experiência para novos empreendimentos.

Se alguém desfruta da posição de triunfo, por certo a sua foi uma aprendizagem conforme a tua.

Quando possas, oferece ocasião de crescimento a todo aquele que está em baixo e ensina-o a aplicar bem o que receba.

Muitas pessoas que estão sem teto, na rua, em aparente abandono, preferiram a situação de autodesprezo à de lutador.

Ama-te, portanto, não permitindo que o desdém dos outros te conduza à autodestruição.

Sempre tu serás o que te parecer melhor. Para tanto, esforça-te, qual ocorre com o dia pleno que, sem cessar, precede a noite em aparente triunfo.

Feliz é quem luta e não aquele que se entrega à inutilidade.

Tua possibilidade é agora, aproveita-a, pois que, amanhã, poderá ser tarde demais.

(Página psicografada pelo médium Divaldo Pereira Franco, na sessão da noite de 30 de agosto de 2021, no Centro Espírita Caminho da Redenção, em Salvador, Bahia.)